A importância de uma narração profissional

7 min.

Um dos elementos mais visíveis, ou melhor audíveis, da sonoplastia de um vídeo é precisamente a narração. Muitas vezes, os personagens apenas falam entre si, no entanto uma narração de voz pressupõe “sempre” uma comunicação direta com quem visualiza o vídeo. É como se o narrador estivesse ao nosso lado enquanto experienciamos o vídeo, guiando-nos, salientando os aspetos importantes e definindo até o tom do vídeo.

 

O narrador assume-se naquele momento como o porta-voz do seu negócio e da sua marca, refletindo as suas ideias e a sua postura. Quando ouvimos a voz de um locutor de rádio, criamos automaticamente uma imagem mental da pessoa que está por trás do micro. Mesmo que, em muitas ocasiões, essa imagem esteja distante da realidade, o facto é que a voz tem a capacidade de transmitir um conjunto de indicações que nos fazem sentir que conhecemos a pessoa que estamos a ouvir.

 

Numa altura em que o marketing relacional é um dos fatores-chave de sucesso para uma empresa/marca. Comunicar através de uma voz humana é a forma mais direta de criar uma relação entre os clientes a sua empresa. Os clientes não estão constantemente à procura de comprar bens ou coisas, o que eles querem é resolver os seus problemas e satisfazer as suas necessidades, tendo como base, relações de confiança com as marcas. A aquisição dos produtos acaba por ser apenas uma consequência da relação existente entre os clientes e uma empresa. Mesmo que o produto seja um simples pacote de arroz, existe uma expectativa relativamente ao que é esperado obter, pelo valor que foi investido.

 

A voz apresenta um conjunto de caraterísticas que aprofundam a comunicação indicando estados de humor, intenções, convicções, condição e esforço físico, confiança, comportamentos e até, por vezes, informações contrárias àquilo que está a ser dito. Um estudo interessante realizado por Jean-Julien Aucouturier demonstra que até quem está a comunicar ouve a sua própria voz e recolhe inputs acerca de como se está a sentir.

 

Assumindo a importância da voz e o seu poder, listamos agora alguns dos aspetos que demonstram a importância de atribuir a tarefa da narração de um vídeo a um profissional.

 

Ritmo

O ritmo da narração é um dos aspetos mais óbvios a ter em conta. Das duas uma, ou é o ritmo da narração que determina o ritmo do vídeo, ou o inverso. Em qualquer dos casos é necessário que a ligação seja perfeita para que o vídeo funcione como um todo. Um ritmo mais acelerado indica um estado mais ansioso e ativo, pelo contrário um ânimo mais sério e calmo será expresso através de um ritmo mais compassado. Estes são apenas dois exemplos básicos de como o ritmo altera os objetivos da narração. Agora acrescente a isto outras variáveis como a música de fundo e outros elementos sonoros.

 

Dicção

Este aspeto dispensa grandes explicações. Imagine que criou um guião apaixonante, mas que, durante a narração, em vez de ser dita a palavra “Extraordinário” sai algo semelhante a “Estordinário”. Momentos como estas quebram o ritmo e o ambiente de um vídeo destruindo o seu poder e prejudicando o seu impacto, por isso não deixe que o seu vídeo perca o impacto que pode fazer toda a “defrença” no seu “negóço”.

 

Sotaque e vozes Nativas

O sotaque altera sonoridades, ritmos e até as próprias palavras. Aqui a pergunta é, até onde quer que chegue a sua comunicação. Se a sua empresa tem uma abrangência nacional, necessita de ter uma comunicação que chegue a todos os públicos e demonstre que a sua dimensão se estende para além de uma zona regional. Já alguma vez viu um vídeo em que a narração em inglês tem um sotaque indiano ou português? Por muito que se tente “limpar” ou imitar um sotaque, esta é uma tarefa quase impossível de realizar sem que pareça caricatural ou estereotipado. Por isso é fundamental utilizar vozes nativas, cujo profundo conhecimento da língua, as torna genuínas. Um inglês não deverá narrar em Francês, da mesma maneira que um Português não deverá narrar em Inglês. Se o vídeo está em inglês, o objetivo é comunicar para um público internacional e a empresa deverá mostrar que tem também dimensão internacional.

 

Interpretação

Um texto pode ser lido ou interpretado. A diferença entre ambas as opções permitia escrever um novo artigo só acerca dos dois conceitos e os resultados divergentes que geram. Interpretar um texto passa por lhe conferir uma personalidade, inspirar confiança e transmitir emoções. A narração tem de ser genuína e credível, quem visualiza o vídeo tem de acreditar em quem está a comunicar a mensagem. Mesmo estando perante um vídeo explicativo de how-to, a narração necessita de ser empática e de transmitir confiança para que quem visualiza sinta que aquela pessoa sabe do que está a falar.

 

A narração tem a capacidade de conferir ao vídeo um impacto único, ou por outro lado destruir o que poderia seria uma obra prima. “With great power comes great responsability” (traduzida livremente como “grande poder acarreta grande responsabilidade) - esta popular frase do filme Spider-Man resume, de forma perfeita, a importância de uma narração ser feita por um profissional.

 

E para o seu vídeo? A quem vai confiar este enorme poder? Fale com a Pikwhip e encontre a voz certa para que o seu vídeo tenha o alcance que pretende.

Tags

Receba os nossos artigos
diretamente no seu e-mail